terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Contração Muscular

INTRODUÇÃO

Para realizarmos movimentos é necessário que o organismo converta a energia química da adenosina trifosfato (ATP) em energia mecânica a partir dos músculos esqueléticos.O corpo humano tem três tipos de músculo : esquelético, muscular e liso; O cardíaco e liso sofrem contração involuntária enquanto o esquelético sofre contração voluntária além de ser o mais abundante pelo corpo e o principal responsável pela contração muscular. 


Para compreender melhor o mecanismo de contração muscular vamos observar a estrutura do músculo esquelético : 

          O músculo esquelético é formado por células alongadas e multinucleadas constituindo as fibras musculares (fibras contrateis), cuja membrana é denominada sarcolema.No citoplasma  é denominado sarcoplasma, que contém organelas especializadas, enzimas, substratos alimentares e filamentos contrateis organizados em paralelo: as miofibrilas.
As miofibrilas são formadas por filamentos grossos e filamentos finos, resultando no padrão de bandas diferentes que caracterizam a aparência estriada à fibra muscular.As bandas I  contém apenas filamentos finos e é formada exclusivamente de actina, e as bandas A contém filamentos espessos de miosina, tropomiosina e tropomina.
No centro da Banda I destaca-se a linha Z que adere ao sarcolema mantendo a estabilidade do conjunto e alinhando os filamentos de actina.No meio da banda A encontra-se a linha M.A unidade funcional é o sarcômero, onde se localiza entre duas linhas Z.



Referências: http://www.slideshare.net/israel.gyn/contrao-muscular-bioqumica acessado em: 27/12/2010 ás 14:36
http://www.ufmt.br/bionet/conteudos/15.10.04/contracao.htm acessado em: 27/12/2010 ás 14:49
McArdle,William.Katch,Frank.Kaych,Victor.Fisiologia do exercicio Energia,Nutrição e desempenho humano. quinta edição.Editora Guanabara Koogan.


por: Anndressa Fiusa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário